Ajaká

por PARI-c
07 Dezembro 2021
Nota de Pesquisa

Sinopse: A cestaria guarani, como vimos no vídeo, é fruto de um investimento das mulheres em produzir artefatos belos e bons para o dia a dia. Como contou Talcira, os ajaká (cestas) estão relacionados com o significado de estar no mundo como mulher guarani e com o modo com que elas estabelecem relações com os outros. Atualmente, a produção de artesanato guarani, como ajaká, vicho ranga e colares é um dos principais meios de garantir recursos financeiros para as comunidades. Com a pandemia de COVID-19, esse comércio foi altamente impactado.

Ajaká é um curta metragem é composto por imagens extraídas de um filme, também intitulado Ajaká, produzido por Araci da Silva como parte do projeto Mbyá Rembiapo, financiado pelo Edital "Criação e Formação Diversidade das Culturas" da Secretaria da Cultura do Rio Grande do Sul. Araci e Talcira são também pesquisadoras da PARI-c.

CREDITOS
• Direção: Araci da Silva
• Elenco: Yva/Talcira Gomes
• Imagem e Som: Everton Gomes da Silva, Leonildo Gomes da Silva, Gustavo Sanches
• Edição: Bernando Alvarez Braga e Eduardo Teixeira de Lima
• Vinheta PARI-cine: Ziel Karapotó
• Legendas: Breno Longhi (Inglês). Araci da Silva e Maria Paula Prates (Português)
• Coordenação: Maria Paula Prates e Valéria Macedo
Realização: Respostas Indígenas à COVID-19 no Brasil: arranjos sociais e saúde global - PARI-c; National Institute for Health Research | NIHR; UKRI – UK Research and Innovation

Este filme integra a Plataforma de Antropologia e Respostas Indígenas à #COVID19 – PARI-c, a qual é uma ferramenta de comunicação da pesquisa Respostas Indígenas à COVID-19 no Brasil: arranjos sociais e saúde global. A pesquisa, que se desenvolve ao longo de 2021, é realizada inteiramente de forma remota, conta com uma rede de pesquisadores indígenas e não indígenas em todo o território brasileiro, visa entender como os povos indígenas estão vivenciando a pandemia da COVID-19.
www.pari-c.org - Twitter: https://twitter.com/pari_c19